domingo, 1 de novembro de 2009

...

...ele consegue nos achar num bar
Com um vinho barato
um cigarro no cinzeiro
e uma cara embriagada...













Aproveitando os materiais que tenho, os papéis matriciais, alguns lápis, depois escaneando e ptotoshopando com a minha little tablet, ouvindo uma música de forte instante. Sai isso, deixo a arte completamente impregnada pela marca pesada da letra, onde a cada refrão vira um traço forte.

4 comentários:

  1. Ê, você nunca à desejar, heim Ju!?
    Ficou lindo, meu. E louco também!
    Não duvido que tenha uma puta história atrás disso aí..
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. mostrando o seu melhor!
    orgulhoso de vc!

    ResponderExcluir